As últimas horas de um império



Os poucos que lutavam bravamente defendendo seu império de um império furioso querendo tomar nosso litoral o nosso batalhão se apraximava da batalha. O litoral estava quase sendo tomado por um império persa, a ultima legião de guerreiros.

Enquanto isso, prontegendo nosso reino, um guerreiro chamado Faramir. Amanhacendo, já os persas se aproximavam. a terra tremia,o medo tomava conta dos soldados já tombados pela luta marinha.

O nosso batalhão acabava de chegar para ressurgir uma esperança de vitória já muito distante. Já era noite quando um ataque surpresa nos pegou, mas Faramir fez um pequena e rápida estratégia e nos livramos do ataques dos asiáticos.

Construímos uma muralha de mortos. Quando os persas chegaram com mais de dez mil homens, o nosso impeéio tinha apenas três mil homens que lutavam bravamente, já uma vitória inevitável.

Os persas caíram na armadilha. A primeira legião de persas tinha sido derotada, não tínhamos mais mantimentos mandamos um soldado, mas ele acabou morrendo a caminho.

Tínhamos descoberto uma trilha que levava à nossa muralha. Recuamos. O litoral tinha sido tomado. Tínhamos mais quinhentos homens temidos pela morte, daqui a pouco ouvimos um grito: MORTE!!!! E esse grito tomou conta do batalhão inteiro. Daí vimos que a coragen de quinhentos homens valem mais do que dez mil.

Isso nos motivou muito. Chegamos lá e vomos tudo destruído: os nossos familiares tinham sido levados por eles. Pegamos todos os doentes que podiam se curar, uma espada e um escudo e fomos ao seu encontro. As muralhas persas se abriram e cerca de mil e quinhentos homens contra nossos setessentos bravos homens lutaram de igual para igual.

Quando vimos, uma legião de romanos havia chegado para nos ajudar. A batalha estava acabada e tínhamos uma enorme divida com os romanos..


Pedro Eberhardt e Bruno Rodrigues

 

 

O impossível sempre acontece


Em um certo dia, no iate da família Rancortt, estava havendo uma festa em comemoração à formatura de Willian. Todos estavam lá, até seus melhores amigos Lucas e Julie, estavam todos dançando quando começou uma grande tempestade. Todos ficaram assustados quando aconteceu que o iate virou com a agitação do mar. Alguns se salvaram, mas Willian, Lucas e Julie se perderam dos outros. Quando Lucas acordou, avistou uma ilha deserta e percebeu que não estava sozinho e Willian e Julie também estavam naquela ilha, resolveu acordar seus amigos que ainda estavam inconscientes e os acordou. Poucas horas depois todos estavam assustados por não haver ninguém para ajuda-los.

Julie resolveu procurar lenha para fazer uma fogueira, Lucas tentava fazer uma cabana e Willian procurava comida, quando ele ouviu alguns barulhos esquisitos, foi quando percebeu que havia mais pessoas naquela ilha, voltou correndo para a cabana avisar que tinha outras pessoas junto com eles, quando Lucas ouviu um tiro e falou que aquela duas pessoas estavam tentando mata-los.

Mas Julie como sempre achou que aquelas pessoas fossem ajudar, mas ela estava enganada.

Dias e dias se passaram, e eles ainda estavam pressos na ilha. Foi quando Willian descobriu que os dois homens que estavam tentando mata-los se chamavam Gabriel e Alex, quando chegou a noite Julie foi tentar falar com eles, mas ela foi aprisionada numa caverna, quando Lucas percebeu que Julie tinha sumido e que ouviu alguém gritando ''socorro''! Percebeu que Julie tinha sido sequestrada chamou Willian e os dois foram correndo resgatar Julie, mas não sabiam onde ela estava, dias e dias se passaram e Lucas e Willian não tinham encontrado Julie ainda.

Quando eles tentaram se aproximar da caverna, Gabriel e Alex tentaram matar Lucas e Willian. Como eles não conseguiam regatar Julie, tentaram preparar uma armadilha para que Gabriel e Alex caíssem e eles poderem regatar Julie. Eles passaram horas pensando no que eles iriam fazer, até que Lucas teve a ideia de fazer uma rede para que quando Gabriel e Alex passassem por ali e cai-sem dentro da rede e que Lucas e Willlian pudessem resgatar Julie.

Quando Gabriel e Alex estavam caminhando pela ilha, os dois rapidamente caíram na rede e ficaram presos. Enquanto isso Lucas e Willian puderam salvar Julie, mas Gabriel e Alex conseguiram cortar a rede e correr atrás deles, mas foi tarde de mais eles já estavam do outro lado da ilha. Dias depois, quando Julie, Lucas e Willian estavam sem esperança de sair da ilha até que chegou um navio para regata-los. Eles voltaram sãos e salvos para casa e imaginaram que tudo isso que aconteceu foi um grande pesadelo.


Letícia Gress e Juliana Rodrigues

 

Em busca do diamante

Estávamos na cidade do Texas, eu Trevor meu irmão Fred e nosso amigo Cand;

eramos pobres e buscávamos uma maneira de mudar de vida;ouvimos falar de três diamantes que aviam caído na selva Brasileira juntamos o dinheiro daqui ,dali e podemos encarar essa aventura.

Quando chegamos no Brasil ,em pleno Amazonas,com cobras,jacarés é claro que o medo deixou bem assustados e com muita vontade de voltar para casa ,mas nossa situação era crítica e tínhamos que continuar nossa busca pelo diamante.

Pela nossa ideia o avião com os diamantes avia caído próximo ao rio Araguaia e precisávamos da ajuda de alguns garimpeiros da região para nos dizer local exato.

Ao longe podemos ver os destroços do avião pelos galhos das árvores, nos aproximamos das bugigangas vasculhamos tudo e não encontramos nada ficamos frustrados e voltamos pela selva quando nem esperávamos vimos os galhos das árvores tampando alguma coisa corres e tiramos os galhos quando achamos umas caixas com muitos diamantes e as caixas eram de lotas e estavam todas amassadas após muitas marteladas e dificuldade achamos os diamantes.

Mas para nossa tristeza eram diamantes negros, porem todos fora da validade voltamos para casa com uma lição não podemos ir atrás de Aventura temos que trabalhar pra comprar nossos diamantes.

Elda da Rosa Ferreira e Karoline Barbosa

Ilha do terror

 

Certo dia,várias pessoas pegaram um avião. Os passageiros subiram no avião,o avião decolou,só que no meio do caminho. Teve uma pani no avião e caiu no meio do oceano. Varias pessoas morreram.

Só sete pessoas sobreviveram aqueda. os setes irão, Ismaias, Florisbela, Jubileu, Arlindo, Joseane, Andreia e Noelli.

Essas pessoas tinham que sobreviver na Ilha do terror,o Ismaias e Andreia se encontraram,só que na ilha tinhas muitos animais. Os morreram,por duas cobras,Noelli não com seguiram sobreviver pela fome,Arlindo morreu de medo eos animais comeram os restos.

Restam, Jubileu, Joseane e Florisbela, eles conseguiram sobreviver por sete meses. Os três estavam juntos eo Jubileu disse:

-Nos temos que procurar comida.

Joseane respondeu:

-Sim, mas vamos todos juntos.

Más quando eles chegaram a um certo ponto,uma jararaca pegou a Florisbela e ela morreu. Jubileu e Joseane sairam correndo com as frutas. Com muito medo se lembraram de pegar lenha para fugueira e comstruiram uma barraca.

Passaram muitos meses chegaram o resgate e Jubileu e Joseane, foram salvos e tudo isso tem na Ilha do terror.

 

Lucas de Mello e Wagner Rodrigues dos Santos

Caverna Mal Assombrada

Certo dia, cinco amigas estudantes de Geologia foram visitar uma caverna escura com o objetivo de conhecer as rochas que a formavam.
Porém, ao chegar na entrada da caverna, Andreia ficou com um certo receio de entrar.

- Pensando bem, acho que vou ficar aqui mesmo.

- Não a intendendo, Simone pergunta:

- Por que motivo ficaria aí fora? Você era a que estava mais animada com a ideia de explorarmos uma caverna.

- É que agora me lembrei que meu avô sempre ma contou histórias de pessoas que entravam em cavernas escuras como essa e não se ouvia falar mais delas.

- Como assim? - Disseram Paula, Natália e Kelli ao mesmo tempo.

- Ele dizia que lá dentro haviam assombrações que pegavam as pessoas que entravam em suas cavernas e vaziam-as de escravos para resto de suas vidas.

- Besteira! - Disse Simone - Só o que vamos encontrar lá dentro são rochas e cristais lindos.

As quatro amigas ficaram meio inseguras e disseram à Simone que se ela tinha tanta certeza de que não havia nenhum monstro lá, que ela entrasse na caverna e provasse isso.
Simone, mostrando-se muito valente, entrou na caverna enquanto suas amigas ficavam escondidas atrás de uma pedra grande.
Então, o que todas temiam aconteceu, Simone estava demorando demais, até que...

- Aaaaaaaaaaaaaaaa! - Simone saiu de dentro da caverna enquanto todas corriam para bem longe.

Desde então, elas nunca mais entraram em nenhum lugar escuro, mesmo sendo estudantes de Geologia, pois uma vez já tinham escapado , na próxima as assombrações não às liberariam tão facilmente.

Wesley Lemes Sauer - 68C

 

Narrativas de Aventura!!!

Narrativas de aventura são histórias que narram os feitos heróicos de personagens que passam por grandes obstáculos, enfrentando até mesmo monstros e vilões para alcançarem seus objetivos.

Caros leitores, este blog foi criado para mostrar os grandes escritores que existem em uma escola municipal de Novo Hamburgo chamada Martha Wartenberg. São alunos do 6° ano do Ensino Fundamental, que estão, durante o ano de 2011, estudando o gênero narrativo e seus diferentes segmentos. Divirtam-se, então, com suas histórias.

Boa leitura!

Joseane Matias

Professora de Língua Portuguesa

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sul, NOVO HAMBURGO, CANUDOS, Mulher, de 12 a 15 anos, Portuguese, Livros
Visitante número: